Ocupação Criança

Para quem acredita no potencial infantil

A seleção será realizada em duas etapas. Caso seu projeto seja selecionado, entraremos em contato para o envio de mais informações sobre o processo, de detalhes das ações desenvolvidas e dos resultados alcançados, bem como de mais fotos e vídeo.

Orientações para o envio das fotos
Para o envio das fotos é importante que se tenha um olhar apreciativo para:

  • os contextos e as crianças
  • os espaços
  • as transformações
  • as manifestações e produções infantis

Evite fotos genéricas, que demonstrem ações não vinculadas às propostas realizadas. Atente para a qualidade das fotos (visibilidade, iluminação, nitidez, etc). Se tiver dúvidas consulte-nos no site.

Atenção!
Somente serão aceitos materiais, relatos e ações formativas que tenham prioritariamente produções, desenhos, escritas e pequenos vídeos com cenas que envolvam diretamente o fazer das crianças. Não serão aceitos: desenhos mimeografados ou xerocados para pintar, flores e outros materiais feitos de EVA e/ou qualquer material elaborado por adultos ou pelo mercado editorial e produtos pedagógicos prontos.
Ao preencher o cadastro e enviar o resumo você receberá um e-mail de confirmação.

(*) Direitos de Aprendizagem e Desenvolvimento na Educação Infantil

  • Conviver com outras crianças e adultos, em pequenos e grandes grupos, utilizando diferentes linguagens, ampliando o conhecimento de si e do outro, o respeito em relação à cultura e às diferenças entre as pessoas.
  • Brincar cotidianamente de diversas formas, em diferentes espaços e tempos, com diferentes parceiros (crianças e adultos), ampliando e diversificando seu acesso a produções culturais, seus conhecimentos, sua imaginação, sua criatividade, suas experiências emocionais, corporais, sensoriais, expressivas, cognitivas, sociais e relacionais.
  • Participar ativamente, com adultos e outras crianças, tanto do planejamento da gestão da escola e das atividades propostas pelo educador quanto da realização das atividades da vida cotidiana, tais como a escolha das brincadeiras, dos materiais e dos ambientes, desenvolvendo diferentes linguagens e elaborando conhecimentos, decidindo e se posicionando.
  • Explorar movimentos, gestos, sons, formas, texturas, cores, palavras, emoções, transformações, relacionamentos, histórias, objetos, elementos da natureza, na escola e fora dela, ampliando seus saberes sobre a cultura, em suas diversas modalidades: as artes, a escrita, a ciência e a tecnologia.
  • Expressar, como sujeito dialógico, criativo e sensível, suas necessidades, emoções, sentimentos, dúvidas, hipóteses, descobertas, opiniões, questionamentos, por meio de diferentes linguagens.
  • Conhecer-se e construir sua identidade pessoal, social e cultural, constituindo uma imagem positiva de si e de seus grupos de pertencimento, nas diversas experiências de cuidados, interações, brincadeiras e linguagens vivenciadas na instituição escolar e em seu contexto familiar e comunitário.